World Tour Viagens e Turismo – Maior agência de turismo da Paraíba

Entrevista com o Cônsul dos Estados Unidos sobre procedimentos do visto americano

1

Você ainda não tirou seu visto americano? Precisa renová-lo? Então provavelmente já teve ou ainda tem muitas dúvidas relacionadas ao assunto. Como deve proceder? Em quanto tempo fica pronto o visto? Todos no consulado falam português? Qual o motivo de algumas exigências? Quais os casos mais comuns de vistos negados? 

Sabemos que esse assunto gera muitas dúvidas em nossos leitores, por isso nossa equipe foi realizar uma entrevista com quem mais entende do assunto, o Consulado dos Estados Unidos da América. Veja a entrevista do Cônsul Brian Corteville, que nos esclareceu todas as dúvidas. 

Quais são os pré-requisitos mais bem vistos por vocês para que concedam o visto? (Vistos anteriores, visto de outros países, renda mensal, emprego fixo no Brasil).
Como temos vários tipos de vistos, os pré-requisitos são diferentes, pois os documentos exigidos não são os mesmos. No caso de visto para turista é preciso comprovar laços suficientemente fortes para convencer o vice-cônsul que irá voltar ao Brasil depois de uma viagem temporária aos Estados Unidos. Os laços podem ter comprovados por emprego fixo, matrícula na faculdade que estão fazendo, renda familiar mensal, imposto de renda, bens que possui, entre outros. Existem casos de pessoas idosas que possuem filhos morando nos Estados Unidos, mas elas têm laços fortes no Brasil, como outros filhos e netos que moram aqui. São várias as formas de se comprovar os laços e cada caso é um caso.

Quais são as perguntas que normalmente mais vocês se preocupam em fazer aos solicitantes de visto?
Depende do tipo de viagem, por exemplo, tem pessoas que querem ir para um determinado lugar para treinamento, ou a trabalho, já outras somente para turismo, então as perguntas serão mais focadas de acordo com o motivo da viagem e por isso as perguntas também são diferentes.

Por que algumas pessoas não recebem visto de 10 anos? Qual é o critério? Recebemos relatos de brasileiros que receberam, por exemplo, apenas para o período da viagem.
Antes isso era mais comum, mas agora 99% dos vistos de visitantes são de 10 anos. Se vamos conceder o visto para alguém é porque acreditamos que a pessoa vai aos Estados Unidos e irá voltar, então não importa o tempo que ela terá do visto, o que importa é ela sempre voltar ao Brasil
Em casos de vistos de estudantes e artistas, por exemplo, podem ser de menos tempo por motivos de reciprocidade. Isso é uma questão de acordo entre Brasil e Estados Unidos.

Qual é o tempo médio para a solicitação, desde o dia em que dou entrada até o dia em que recebo o passaporte?
O máximo é de 10 dias, mas isso também pode depender da forma que a pessoa escolheu da devolução do passaporte com o visto, por exemplo, se ela escolher receber em casa e morar longe, pode demorar um pouco mais para chegar, pois dependerá dos Correios. Normalmente o visto já está pronto no dia seguinte, mas algumas vezes já ocorreram problemas no processo administrativo como o sistema parar de funcionar.
Pedimos que as pessoas não comprem as passagens antes do visto. Levar a passagem para comprovar que já estão com a data marcada de nada influência da concessão do visto.

Vocês possuem o histórico de entrada e saída dos visitantes nos Estados Unidos? Temos vários sistemas que registam quando a pessoa entrou nos Estados Unidos e quando saiu, então ficamos sabendo se ela usou bem o visto ou não. E por isso temos muitos casos de isenção de entrevistas para vistos reemitidos. 

 

Para ver a entrevista completa CLIQUE AQUI

Veja fotos da entrevista.

2

O Cônsul Brian Corteville.
3

4


As perguntas acima respondem grande parte das dúvidas sobre procedimentos para concessão do visto americano. Não há grandes mistérios e o principal é sempre falar a verdade, além de comprovar vínculos com o Brasil
Não deixe de viajar aos Estados Unidos, que é um país fantástico. Há muitas cidades interessantes, excelentes shoppings, ótima gastronomia e cultura.

Solicite seu visto e boa viagem!   Fonte: falandodeviagem.com.br Texto e fotos: Juliana Magalhães e Patricia Lemos.