World Tour Viagens e Turismo – Maior agência de turismo da Paraíba

Viagem com animais de estimação. Confira algumas dicas

6Pintou uma grande oportunidade para aquela viagem que você esperava há anos. Tudo foi organizado: passagens, reserva de hotel, malas, roteiros turísticos… Não falta nada! Mas opa, será que não falta mesmo? E o seu amiguinho especial? Sim, o seu animal de estimação, como que ele vai ficar?

Muitas pessoas não se atentam a isso, mas garantir o conforto e a segurança do bichinho que vai ficar em casa é uma obrigação que não pode ser deixada de lado, independente se é uma viagem de férias ou a trabalho, longa ou curtinha. Mas é claro que o melhor é ter a companhia do animal de estimação na sua viagem. Assim, a alegria fica completa!

Porém, por mais experiência que se tenha com animais de estimação, alguma dúvida fica sobre como proceder com o seu bichinho no momento da sua viagem. Por isso, preparamos um post bem bacana com algumas dicas importantes para você que pretende deixá-lo com um amigo, em um hotel especializado ou para aqueles que vão levar o melhor amigo junto. Acompanhe abaixo:

Dicas para quem vai viajar e precisa deixar o animal de estimação

5Na casa de amigos ou parentes

Possivelmente, essa é a primeira opção que vem a cabeça quando não podemos levar nossos animais de estimação em uma viagem. Muitas vezes, nossos parentes e amigos já tiveram algum contato e conhecem nossos bichinhos, e os bichinhos também os conhecem. Essa proximidade facilita na adaptação e deixa o período da viagem menos doloroso para todas as partes, pois é inevitável que exista uma cumplicidade entre os donos e seus animais.

É importante deixar a pessoa que cuidará do animal bem ciente de todas as responsabilidades que ela terá. Cuidar de um bichinho não é tarefa fácil, exige muita dedicação e disciplina. Por isso, faça um check-list com todas as atividades da rotina do animal, deixe o contato do veterinário responsável e um estoque de ração suficiente para o período da viagem. Além disso, procure uma forma para acostumar o animal em sua nova casa temporária, por exemplo, levando ele alguns dias antes da viagem para passar algumas horas na companhia dos novos amigos.

Hotéis para animais

Os hotéis para animais são ótimas alternativas para que você viaje despreocupado e tenha a certeza que seu amigo ficará em boas condições. Às vezes, é melhor que um lugar especializado cuide do seu bichinho do que outra pessoa que não tenha as mesmas condições e paciência que você ou um profissional teriam. No Brasil, vários são os estabelecimentos especializados para receber animais durante o período necessário. Se você optar por essa solução, procure as opções em sua cidade e não deixe de fazer uma visita prévia para analisar as condições ofertadas.

Uma boa dica, caso você tenha um cachorro, é acessar o site Hotéis para Cães. Nele, diversos locais especializados em hospedagem de animais divulgam seus serviços. O site classifica os estabelecimentos de acordo com as cidades e você terá todas as informações necessárias. Vale à pena conferir!

Em casa, sob cuidados do vizinho

Essa opção deve ser escolhida em último caso, quando não existir outra solução melhor! Deixe seu vizinho bem orientado sobre todas as atitudes que ele deve tomar durante o período em que você estiver ausente, para amenizar essa falta que você fará ao seu animal de estimação.

Evite deixá-lo sem a companhia de alguém. Além de evitar que qualquer problema aconteça a ele, a solidão pode ser muito prejudicial para a saúde do seu bichinho.

 

Dicas para quem vai viajar com animal de estimação

4Como transportar

Se não for possível deixar seu animal de estimação em casa e a opção será levar para a viagem, algumas medidas importantes devem ser levadas em consideração para que a viagem transcorra sem nenhum problema. Veja abaixo algumas dicas:

– De carro

Se a viagem for de carro, é importante seguir algumas recomendações dos veterinários para evitar qualquer transtorno com o animal:

– A primeira delas é adaptá-lo ao carro; se ele já está acostumado, tudo bem, mas se ele nunca andou de carro, o ideal é dar algumas voltas nos dias que antecedem a viagem, assim, a adaptação será mais rápida;

– Arrume um espaço adequado dentro do veículo. Nada de cantinhos apertados, sem iluminação ou ventilação. O ideal é deixar seu animal dentro de uma caixa de transporte, apropriada para viagens, no banco de trás e presa ao cinto. Em hipótese alguma deixe seu animal colocar a cabeça para fora do carro. Além da multa que você poderá levar o risco para a vida dele é grande;

– Alimente seu animal de estimação com pelo menos duas horas de antecedência, evitando assim, qualquer desconforto intestinal devido o balanço do carro no qual ele não está acostumado;

– Faça algumas paradas durante a viagem e dê algumas voltas com seu bichinho. Mas não se esqueça: não alimente antes da chegada ao destino final;

– Ao final da viagem, alimente-o, mas sem exageros;

– Caso você queira dar um medicamento para evitar enjôos, procure um veterinário. Nada de medicação por conta, isso não faz bem de jeito nenhum.

– De avião

3

Viajar de avião com animais de estimação requer mais do que o cuidado indicado por veterinários, pois você deve ficar atento as regras das companhias aéreas e, no caso de viagens internacionais, às leis do país de destino. Veja abaixo algumas recomendações (o ideal é que você procure se informar melhor junto à sua companhia aérea e com os órgãos competentes);

Não viaje com fêmeas grávidas;

– Fique atento a idade do seu animal. Se ele já for mais velho, deixe-o sob cuidados de outras pessoas (ou em hotéis para animais), pois a viagem pode ser muito desgastante para ele;

– Faça todos os exames antes da viagem e assegure a saúde de seu animal de estimação. Ande sempre com o GTA (Guia de Transporte de Animais) ou GZI (Certificado de Zoossánitario Internacional) em mãos, eles serão solicitados pelas companhias aéreas;

– Entre em contato com a sua companhia área, veja as condições, agende sua viagem e evite transtornos de última hora. Lembre-se: cada empresa possui sua política, fique atento quanto às particularidades de cada uma delas;

– Transporte seu animal em uma caixa de transporte adequada ao tamanho e peso. Lembre-se que, dependendo da viagem, o bichinho ficará preso por horas;

– Alimente-o com 4 horas de antecedência da viagem, evitando assim, qualquer desconforto intestinal;

– Durante o vôo algumas empresas vão permitir que seu animal de estimação fique em sua companhia. Mas para isso, você deve seguir algumas recomendações exigidas pelas companhias. Volto a reforçar que você deve entrar em contato e conhecer a política de cada empresa;

Criar um animal de estimação é uma grande responsabilidade, por isso, planeje suas viagens de férias (ou trabalho) sempre levando em consideração o bem estar de seu amigo. Pense na melhor opção para ele ficar bem e não deixe de aproveitar sua viagem devido às preocupações com seu animal de estimação.

Conte aqui suas histórias de viagens com animais de estimação ou a solução que você encontrou para deixá-lo bem e com segurança.

 

Fonte: Blog Fala Turista