World Tour Viagens e Turismo – Maior agência de turismo da Paraíba

Detalhe da Excursão

Como preparar a mala

A Rafaela gravou um tutorial incrível que vai te ajudar a não esquecer nada na hora de preparar a mala. Embora esteja dirigido aos jovens com destino Disney, o vídeo traz dicas que são úteis em qualquer viagem internacional. Assista e não esqueça nada!

 

Maior navio do mundo terá 20 restaurantes, escorregador de 10 andares e patinação no gelo

Symphony of the Seas terá sua viagem inaugural no próximo mês

SÃO PAULO – O recorde acaba de ser quebrado no mercado de cruzeiros após o anúncio da nova embarcação da Royal Caribbean. O Symphony of the Seas, que terá sua viagem inaugural no próximo mês, terá capacidade para transportar até 6 mil passageiros e 2 mil tripulantes, conquistando o lugar de maior cruzeiro do mundo.

Pesando 230 mil toneladas, o navio terá 28 cabines a mais que o atual primeiro colocado, o Harmony of the Seas, que tem capacidade para 5.400 passageiros. Além disso, terá cabines diferenciadas, como é o caso da cabine duplex para famílias, a qual conta com um escorregador que liga os quartos à sala de estar.

O cruzeiro terá um total de 20 restaurantes (um deles será o Jamie’s Italian), 23 atividades aquáticas entre piscinas e escorregadores, além de parede de escalada, pista de patinação no gelo e simulador de surf. O Symphony of the Seas terá ainda laser tag, “Central Park” com árvores e plantas, um bar com drinks feitos por robôs, teatros e outras atrações divididas entre seus 18 andares.

A primeira viagem do cruzeiro será realizada no dia 31 de março, saindo de Barcelona, e ficará pelo Mediterrâneo até o segundo semestre, quando levará passageiros de Miami para o Caribe.

Veja algumas fotos do Symphony of the Seas:

 

Confira nosso pacote Symphone of the Seas – Carnaval 2019.

 

Fonte: Infomoney
Vai viajar de avião? Veja seus direitos em caso de atraso ou cancelamento…

Em épocas de grande movimentação nos aeroportos, como Carnaval, as chances de ter um voo atrasado ou mesmo cancelado podem aumentar. Os imprevistos podem ocorrer tanto pelo excesso de tráfego aéreo em determinado aeroporto quanto por problemas climáticos, como chuva ou má visibilidade.

Seja qual for o motivo do atraso no voo, as companhias aéreas são obrigadas a prestar assistência aos passageiros, mesmo que elas não sejam as culpadas diretas pelo atraso. Os procedimentos que devem ser seguidos constam da

A informação sobre o atraso ou cancelamento do voo deverá ser prestada pela companhia imediatamente após ela saber do problema no voo. Além disso, as empresas devem manter os passageiros informados a cada 30 minutos em relação à previsão de partida dos voos atrasados.

Enquanto esperam pela decolagem, os passageiros têm o direito a receber assistência das companhias aéreas. “A assistência material consiste em satisfazer as necessidades do passageiro e deverá ser oferecida gratuitamente pelo transportador, conforme o tempo de espera, ainda que os passageiros estejam a bordo da aeronave com portas abertas”, determina o artigo 27 da resolução da Anac.

Com isso, as companhias aéreas são obrigadas a oferecer aos passageiros:

A partir de uma hora de atraso: comunicação (internet, telefone, entre outros).

A partir de duas horas de atraso:  alimentação de acordo com o horário (voucher, refeição, lanche etc).

A partir de quatro horas de atraso:  hospedagem (somente em caso de pernoite no aeroporto) e transporte de ida e volta. Se o passageiro estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e de sua casa para o aeroporto.

Quando o voo atrasar mais de quatro horas ou for cancelado, a companhia aérea deverá oferecer alternativas de reacomodação em outro voo, devolver o valor da passagem ou levar o passageiro por outra modalidade de transporte. Nesse caso, o passageiro é que deve escolher qual a melhor alternativa para ele. Caso opte pela remarcação do voo para outro dia ou prefira a devolução do dinheiro, a companhia aérea não precisará mais prestar a chamada assistência material naquele dia.

Em caso de remarcação, a empresa não poderá cobrar nenhuma taxa extra. O passageiro poderá optar por fazer uma reserva para o próximo voo para o seu destino. Nesse caso, o voo poderá ser feito na própria companhia aérea ou por outra empresa. Outra opção é remarcar a viagem para outra data, mas sem a possibilidade de trocar de companhia aérea.

Se a opção do passageiro for pelo reembolso, a companhia aérea deverá fazer a devolução do dinheiro em até sete dias, a contar da data da solicitação feita pelo passageiro. O pagamento deverá ser feito pelo mesmo meio utilizado na compra da passagem aérea. O reembolso também poderá ser feito em créditos para a aquisição de passagem aérea, desde que o passageiro concorde com essa opção.

Overbooking

Os passageiros que não conseguirem embarcar por overbooking [venda de passagem além da capacidade do avião] terão direito a receber uma indenização imediata. Isso ocorre quando a companhia aérea vende mais assentos do que os disponíveis no avião, há a necessidade de trocar o avião previsto por outro com menor número de assentos ou o avião precisa voar mais leve por motivo de segurança operacional, mesmo com alguns assentos vazios.

De acordo com as regras da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a indenização por passageiro para voos nacionais será de 250 DES (Direito Especial de Saque), o equivalente a R$ 1.177,25. Nas viagens internacionais, o valor é de 500 DES (R$ 2.354,50).

Como alternativa, as companhias aéreas também poderão se antecipar ao problema e negociar diretamente com os passageiros outros tipos de compensação para quem se oferecer como voluntário para embarcar em outro voo. O valor integral da multa será pago somente caso não haja voluntários suficientes no momento do embarque.

Além da indenização, a companhia aérea terá de oferecer as alternativas de reacomodação em outro voo, reembolso do preço da passagem ou execução do serviço por outra modalidade de transporte, de acordo com a opção do passageiro.

 

Fonte: Blog Todos a Bordo
10 Dicas para uma viagem mais prazerosa e tranquila

Viagens podem ser extremamente prazerosas, mas também podem ser altamente traumáticas. E sabendo o quanto uma viagem pode custar, faz total sentido que você queria otimizar a sua experiência para que o seu suado dinheiro traga o maior benefício possível.

Para evitar desastres em sua próxima viagem, eu listamos aqui algumas dicas e sugestões para que você possa ter uma viagem mais prazerosa e tranquila.

1- Planejamento e preparação prévia

Um dos itens mais básicos na preparação de uma viagem que acabará sendo agradável e prazerosa é a preparação e planejamento adequados.

De nada adianta gastar milhares de dólares em uma viagem se você não tirar o tempo para poder fazer um planejamento adequado.

Sem preparação você só acabará se frustrando e vai acabar voltando com um monte de estórias de terror e desapontamento. Já vi isto acontecer diversas vezes, até mesmo com pessoas próximas.

2- Viaje com a companhia certa

Escolha bem as pessoas que você quer junto em uma viagem, principalmente viagens um pouco mais longas.

Mesmo pessoas que a gente gosta, amigos ou até parentes, podem não ser as pessoas ideais para viajar com você. Tudo não se resume a gostar ou não da pessoa. Muitas outras coisas passam a importar, quando se vai passar tanto tempo junto com alguém.

Coisas do tipo: interesses pessoais, estilos de consumo, resistência física, ânimo e pique para ir de um ponto de interesse ao outro, são só alguns exemplos.

Faça um teste antes, passe um final de semana completo com os seus possíveis companheiros de viagem, isso lhe ajudará bastante a ter uma ideia de como a pessoa se comporta em experiências deste tipo. Se não der certo em 2 ou 3 noites fora, imagina em uma ou duas semanas o que poderia acontecer.

Muitas vezes a companhia certa pode ser apenas um namorado(a) ou esposo(a).

3- Alimente expectativas realistas

Se você procurar ler em fóruns de discussão de viajantes, verá muita gente reclamando de destinos, pontos de interesse, e de sua viagem como um todo.

Isso quer dizer que viajar seja algo ruim?

Certamente não. A mais provável causa deste tipo de reclamação é a pessoa viajar com uma expectativa pouco realista do que o destino tem a lhe oferecer.

Um exemplo rápido que posso te dar seria o de pessoas que viajam para hotéis de categoria média, no centro de cidades históricas européias, e depois voltam reclamando que o hotel não possuía elevador.

4- Leve malas pequenas e leves

Eu sei que esta sugestão pode parecer pouco prática, principalmente para mulheres. Mas é até difícil salientar de forma suficiente o quanto isto é importante e quão melhor sua viagem pode ser se você aplicar esta sugestão.

Você pode levar quanta mala achar que precisa, mas faça o seguinte, nas suas duas próximas viagens faça uma delas com toda a bagagem que você gostaria de levar, e na outra leva o básico, nada mais do que o básico. Depois me conte em qual delas você teve uma experiência melhor.

5- Cartões de crédito funcionando

É difícil de acreditar, mas até hoje em dia tem gente que se perde com relação à esta questão. Muitas vezes as pessoas acham que levando bastante dinheiro em espécie o cartão perde um pouco a sua importância.

Nada disso!

O cartão de crédito, ou melhor, cartões de crédito, no plural mesmo, são extremamente importantes em viagem.

Sua necessidade já fica evidente logo em sua chegada ao destino, no guichê, ou da empresa de locação de veículos, ou nas máquinas de venda de bilhetes de trem.

As locadoras de veículos não gostam de operações em cartões de débito, e muito menos em dinheiro. Toda a estrutura de locação, passando pela pré-autorização de um valor maior para cobrir incidentes, até a questão da bandeira, tornam o uso do cartão de crédito para pagamento de sua locação de veículos, a sua melhor (para não dizer a única) opção.

Uma situação bem parecida acontece nas estações de trem européias, você até pode ainda hoje ir até a janela de atendimento e comprar seu ticket com um ser humano. Mas esta opção é cada vez menos encorajada e é praticamente só utilizada por turistas. Que são abundantes por toda a Europa, principalmente na cidade de Paris, e em quase todas as cidades turísticas da Itália. Tornando a opção de atendimento humano e pagamento em dinheiro desfavorável em função to tamanho das filas normalmente encontradas.

Hoje as máquinas de auto-atendimento estão por toda parte e são super fáceis de usar, pois você pode escolher entre vários idiomas disponíveis. A Língua Portuguesa dificilmente estará entre as opções, mas Inglês é sempre uma opção, e o Espanhol, se lhe for útil, é frequentemente encontrado.

Em suma, é importante que você desbloqueie todos os seus cartões, verifique eventuais coberturas que estão inclusas com o seu uso, e também, dentro do possível, você deveria pedir aumento dos seus limites, não para gastar até acabarem seus limites, mas para você ter uma segurança adicional no caso de algo inesperado ocorrer.

6- Leve dinheiro para o básico

Mesmo que seja super importante ter os seus cartões liberados para uso no exterior, você ainda precisa ter dinheiro vivo, mesmo que seja o básico, para os 3 primeiros dias.

Isto é importante para operações como por exemplo, pagar um eventual pedágio onde cartões não são aceitos, comprar algo em um restaurante ou mercado pequeno na Europa, etc.

Uns 100 dólares ou euros por dia por pessoa costumam ser o suficiente para este dinheirinho da emergência.

7- Escolha bem sua hospedagem

Para que você tenha uma boa experiência em suas viagens, uma das questões mais importantes é escolher bem sua hospedagem.

Escolher bem nos seguintes sentidos: Tipo de Hospedagem, Nível de Qualidade, Localização.

O tipo de hospedagem é importante, existem vários tipos, para todos os gostos, bolsos, tamanhos de família, etc.

  • Se você for um mochileiro, talvez se contente com um albergue e beliches compartilhados.
  • Se você faz questão de privacidade mas gosta de preços baixos, talvez um hotel de rede, mas longe do centro lhe satisfaça.
  • Se você possuir uma família grande, pode considerar alugar uma casa.
  • Se você faz questão de um quarto com banheiro privativo, mas gosta de áreas comuns e pessoas para trocar ideias, talvez queira alugar um quarto em uma casa via serviços como o AirBnB.
  • Se você quer toda a experiência de alto nível e comodidades em um só lugar, provavelmente fará questão de se hospedar em um Resort de Luxo.

    Seja realista na hora de escolher sua hospedagem, você não poderá ter o requinte de um Resort de Luxo a preços de Albergue da Juventude.

Você não terá a facilidade de fazer tudo à pé, se você optar por um hotel/motel que fica longe do centro da cidade a ser visitada, ao lado de uma rodovia, mas você terá elevador, o que talvez não terá se optar por um hotel no centro histórico de cidades européias.

8- Meio de transporte adequado

Existem normalmente várias opções na hora de você decidir como vai se deslocar em sua próxima viagem. Na Europa, por exemplo, duas ótimas opções são: os incríveis trens europeus, ou viajar de carro pelas excelentes rodovias que eles têm por lá.

Nos Estados Unidos, por exemplo, se você vai só para Nova Iorque, não há razão para considerar utilizar um carro alugado, já que o transporte público por lá é excelente, e os táxis estão por todo lado e são relativamente baratos.

Quem vai decidir qual o melhor meio de transporte para sua próxima viagem é você, e tem que ser você, pois você é a única pessoa que pode saber exatamente suas necessidades. Pense bem antes de se comprometer com um ou outro meio. Não compre um Eurail Pass para depois pensar que deveria ter viajado pela Europa de carro. Não alugue um carro para depois se tocar que você só vai ficar em cidades grandes, e o carro vai rapidamente se tornar um estorvo.

9- Distâncias não exageradas

Eu também já fiz isso mais de uma vez, na hora de programar minha próxima viagem, acabei colocando destinos demais, com uma distância muito grande entre eles, para depois perceber que a viagem acabou sendo uma correria, com muito tempo gasto em deslocamentos.

Na Europa isso pode significar querer ver 6 países em poucos dias. Nos Estados Unidos, pode significar ir para Miami, Los Angeles, Nova Iorque, e Las Vegas em uma só viagem.

Você é quem vai saber o que é pouco e o que é demais. O problema é que muitas vezes só descobrimos isto depois de voltar da viagem, com a memória embaralhado sobre onde foi que você viu cada coisa, de tantos lugares diferentes que acabou visitando.

Pense bem antes de se comprometer com deslocamentos grandes demais, pense na qualidade da experiência, e não só em número de lugares pinados em seu mapa de viagens realizadas.

10- Número mínimo de noites por destino

Esta questão é intimamente ligada à questão anterior.

Parte do “problema” de visitar vários destinos é que, em cada destino, você terá de ficar hospedado em um lugar diferente. Meio óbvio, não é?

Mesmo sendo óbvio, é bom ressaltar o quão desgastante pode ser arrumar suas malas, carregá-las para o próximo hotel, e desfazê-las novamente. Principalmente mais adiante na viagem, quando a proporção entre roupa limpa e roupa usada começa a pender mais para o segundo tipo.

Outra questão importante é que, quando você fica poucas noites em um destino, você mal chega a se ambientar tanto àquela cama, ao hotel, e à cidade que estiver visitando.

Há algo bem gostoso a ser vivenciado quando você passa a reconhecer a pessoa que trabalha no lobby, que lhe atende no café da manhã, quando você praticamente já pode apertar o botão do seu andar sem olhar, ou seja, quando você passa a estar ambientado naquele local. É a partir deste momento que você passa a se sentir mais em casa, e a aproveitar melhor um destino.

Eu sei que viagens assim não são para todo mundo, mas não descarte isto antes de experimentar.

Item Bonus: Assuma a responsabilidade pela sua viagem

Não terceirize a responsabilidade de organizar sua viagem, nem com o agente de viagens nem com nenhuma outra pessoa.

Lembre disto, a responsabilidade pela viagem é sua, somente sua. Ninguém mais vai assumir esta responsabilidade por você, nem o seu agente de viagens, nem ao menos os seus companheiros de viagem.

Você é o maior interessado e, pelo fato de você estar visitando este site e lendo este texto, posso afirmar que você será a pessoa mais preparada em seu grupo de viagem.

E é assim que deve ser. Eu conheço pessoas que não assumem responsabilidade nenhuma, que contam demais com o agente de viagens. A maioria deles não tem tempo e nem interesse em lhe passar informações para que sua viagem seja a melhor possível. Em geral, fechada a venda, ele precisa partir para a próxima, até porque ele é seu agente de viagens, e não o seu concierge pessoal.

Na maioria dos casos em que um grupo viaja junto, um líder natural acaba aparecendo. É isto é bom, novamente volto a frisar que, sua presença aqui no Viagens Dicas indica que este provavelmente seja você.

Você então será o responsável por pesquisar todas as possibilidades do uso do tempo no destino.

Considerações Finais

Prepare-se, nunca subestime a quantidade de preparação que é necessária. Procure refletir sobre a razão pela qual você está fazendo esta viagem.

Se for por prazer, se você realmente quiser fazer esta viagem, consuma todo o conteúdo que você puder antes da viagem. Se você tiver pouco tempo em função de trabalho e outras responsabilidades, tome o cuidado de programar a sua viagem com muito tempo de antecedência, para que a preparação possa ocorrer no pouco tempo que lhe sobra no fim do dia.

Uma viagem prazerosa e sem estresse é, certamente, o somatório de diversos fatores. Mas o supra-sumo de todos estes fatores pode-se resumir em um só: PREPARAÇÃO.

Fonte: Viagensdicas

 

Disney 2017
Natal Luz 2017

Saídas:

03 a 07 de Dezembro/2017

O pacote inclui:

  • 04 noites de hospedagem no Hotel Serra Nevada;
  • Passagem aérea REC /PORTO ALEGRE/REC;
  • Transfer Aeroporto/Hotel/Aeroporto;
  • Tour da Uva e do Vinho (opcional Maria Fumaça);
  • Tour de Gramado e Canela;
  • Tour dos Parques;
  • Tour de compras + Nova Petrópolis;
  • Transfer para os shows do Natal Luz;
  • Assistência de guia durante toda a estada;


Valor por pessoa:

  • Valor por pessoa em apto duplo R$ 2.499,00;
  • Valor por pessoa em apto triplo  ou quadruplo de R$ 2.399,00.


Observações:

  • Não incluí taxas de embarque e Du no valor de R$ 89,80;
  • Não incluí ingressos para os shows do Natal Luz;


Formas de pagamento:

  • 20% de entrada e saldo em 9x  sem juros;
  • **Crianças menores de 2 anos R$ 180,00;
  • Crianças de 02 a 06 anos R$ 1.859,00;
  • Crianças de 07 a 12 anos valor normal do pacote.
Seja prático com a alimentação durante as viagens

No ritmo de descanso das férias, é muito comum a dieta ser deixada de lado. A preguiça de passar horas na cozinha faz com que a opção seja por alimentos de preparação mais rápida ou refeições feitas fora de casa. Nessa onda, os hábitos saudáveis também acabam indo pelo ralo. Há medidas, entretanto, que facilitam o desafio de manter a dieta em dias de cardápios de preparação a jato, com o mínimo de esforço possível. Dê uma olhada nas dicas de nutricionistas:

comida-indonesia-3

Invista em produtos prontos, mas saudáveis

Se você não quer ter o trabalho de preparar nada durante as férias, o ideal é procurar alimentos que podem ser consumidos sem um preparo prévio – como iogurtes, frutas in natura, oleaginosas, barrinhas de cereal, cereais e grãos integrais etc. Para não atrapalhar a dieta, opte pelas versões mais magras, como iogurtes desnatados e barrinhas de cereal sem chocolate.

“Comer um iogurte com aveia acompanhado de uma fruta no café da manhã já é uma refeição completa, com todos os grupos alimentares necessários para começar o dia”, afirma a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional. Você não precisará cozinhar ou preparar nada – só retirar da geladeira.

Saladas prontas ou pré-higienizadas

É muito comum excluirmos a salada da refeição por preguiça de lavar, cortar e temperar todas as verduras e legumes. Nesses casos, a melhor pedida é comprar os vegetais já higienizados – algumas saladas já vêm até picadas.

Mas cuidado: essas opções já fatiadas têm duração de apenas um dia. “Isso porque quanto mais cortado é o legume ou a verdura, mais rápido ele sofre oxidação e perde nutrientes”, explica a nutricionista Roseli Rossi. Por isso, é importante prestar atenção à data de fabricação e de validade desses produtos antes de comprar.

Como essas saladas prontas ou pré-lavadas costumam custar mais caro, há outras opções: “Você pode comprar os vegetais e higienizar tudo assim que chegar em casa, lavando e secando muito bem com um papel toalha, e depois armazenar na geladeira”, diz Roseli.

Congele as próprias refeições

Se você adora comer um arroz com feijão, mas morre de preguiça de preparar todos os dias, basta congelar. A nutricionista Roseli Rossi afirma que você pode congelar todas as suas refeições já prontas, desde o arroz com feijão até as carnes. “Para facilitar, eles podem ser congelados já em pequenos potes com as porções adequadas. Vale até copinho plástico”, diz a profissional.

Devem ser tomados alguns cuidados para melhorar a conservação dessas preparações: “Quando for congelar o arroz e o feijão, sempre os deixe um pouco mais duros que o normal, pois o ato de congelar e descongelar deixa o alimento naturalmente mais mole”, explica.

Também há um procedimento especial para que as carnes sejam congeladas de forma adequada: o ideal é resfriá-las em uma bacia com gelo assim que terminarem de cozinhar ou assar. “Depois que ela estiver bem fria, corte nas porções adequadas, embale em potes ou sacos com o mínimo de ar possível dentro e congele”, conta Roseli.

A duração média desses alimentos congelados é de três meses – mais até do que o período de férias. Para não esquecer esse prazo, coloque etiquetas nas porções com a data em que foram congeladas.

maionese_1

Nunca congele esses alimentos

De acordo com a nutricionista Vivian Goldberger, do Emagrecentro, alimentos com textura naturalmente amolecida, como ovos, maionese, iogurte, creme de leite, queijos e macarrão não devem ser congelados, pois perdem todas as suas características de sabor e textura, além dos nutrientes.

Congelados industrializados – pode?

Sim, desde que consumidos esporadicamente. No momento da compra, preste muita atenção nas informações contidas na embalagem. No geral, os alimentos comprados congelados são ricos em gorduras saturadas, sódio e conservantes ? um perigo para a dieta e a saúde. “Existem produtos que não fornecem muitos nutrientes benéficos. Por isso, é sempre bom conferir a tabela nutricional na embalagem”, explica a nutricionista Roseli Rossi.

A nutricionista Vivian Golberger também recomenda verificar se a embalagem não está amolecida e umedecida, pois são sinais de descongelamento. “Rejeite também embalagens abertas ou rasgadas, que possibilitam contato do produto com o ar, aumentando o risco de contaminação”, diz a profissional.

Cuidados com o uso do micro-ondas

Ele pode ser usado, mas não com frequência. “Esse forma de aquecimento aumenta os radicais livres dos alimentos ? que aceleram o envelhecimento das células do organismo – e não deve ser utilizada todos os dias”, explica a nutricionista Roseli Rossi. Por isso, procure reservar o uso desse utensílio em dias de preguiça ou pressa.

Esse procedimento deve ser feito de preferência em recipientes de vidro tampados. “Ao acrescentar um pouco de água e fechar o recipiente, a retenção dos nutrientes é quase total”, conta a nutricionista Vivian Goldberger. ?O descongelamento de carnes, por exemplo, é perfeito, sem a perda de suas proteínas.?

E para beber?

Sempre existem as opções compradas prontas, como água mineral, água de coco, polpas de fruta e sucos naturais ou à base de soja – algumas marcas, inclusive, disponibilizam os sucos orgânicos, que não possuem conservantes.

Você também pode congelar as polpas de frutas em casa ou fazer uma grande quantidade de suco e congelar em fôrmas de gelo. “Dessa forma, sempre que você quiser um suco de fruta, basta tirar de dois a três cubos do congelador e deixá-los derreter em um copo com água”, explica a nutricionista Roseli Rossi. Essas polpas ou sucos congelados duram de três a seis meses.

Sanduíche campeão

Se a fome te pegar desprevenido e você não estiver com muita vontade de cozinhar, nada melhor do que um belo sanduíche. Mas essa opção deve conter todos os grupos alimentares, além de conter recheios mais magros que não pesem demais na dieta. Pensando nisso, a nutricionista Vivian Goldberger preparou uma receita pra ninguém colocar defeito! Confira os ingredientes:

– 2 fatias de pão de fôrma integral, de centeio ou light;
– 1 colher de sopa rasa de requeijão ou cream-cheese light;
– Folhas de alface, rúcula ou agrião à vontade;
– 3 fatias de blanquet de peru light, chester defumado, rosbife ou atum light;
– Rodelas de tomate ou cenoura e beterraba cruas e raladas;

 

Fonte: Minha Vida

Governo amplia de 5 para 10 anos validade de passaportes

passaporte

Brasília – O governo federal ampliou, de cinco para dez anos, o prazo de validade dos passaportes diplomático, oficial e comum, e da carteira de matrícula consular.

A mudança consta de decreto publicado no Diário Oficial da União que modifica as regras para expedição dos documentos.

Entre várias outras mudanças, os passaportes comum, para estrangeiro e de emergência passarão a ser expedidos, no exterior, apenas pelas repartições consulares.

As missões diplomáticas, que também tinham essa atribuição, foram excluídas no novo texto.

O decreto ainda traz alterações no regulamento sobre a estada de estrangeiros no País.

 

Fonte: Exame
35 Dicas Geniais para Viajantes

1. Use janelas anônimas quando for reservar voos e hotéis pela internet.

 

Sites de viagem rastreiam as suas visitas e aumentam o preço quando sabem que você já os acessou antes.

Untitled-1

2. Organize cabos soltos guardando-os em caixas de óculos.

2

 

3. Use canudos para levar pequenas quantidades de cremes em viagens.

3

4. Coloque uma folha de papel “dryer sheet” no topo de sua mala para que as suas roupas não fiquem com cheiro de mofo.

4

 

5. Use a mola de uma caneta velha para proteger os fios de carregadores.

5

 

6. Fuja das longas filas dos banheiros de aeroportos.

Pode parecer senso comum, mas o primeiro banheiro do terminal é o mais cheio. Use o próximo para evitar a perda de tempo em filas.

6

 

 

7. Use um prendedor do tipo “binder clip” para proteger as lâminas de barbear.

7

 

8. Se esquecer a parte que prende na tomada, carregue seus dispositivos conectando o cabo USB nas entradas da TV.

8

 

9. Enrole as roupas, ao invés de dobrá-las, para economizar espaço nas malas.

9

 

10. Se você tem roupas que precisam ser dobradas, use lenços de papel para evitar que elas amassem.

102

 

11. Use um porta pílulas para manter as bijuterias organizadas.

112

 

12. Salve imagens dos seus documentos antes de viajar.

No caso de perda ou furto, é muito útil ter cópias extras do passaporte, da sua identidade e dos documentos que mostram seus voos e reservas salvas no seu smartphone ou tablet.

12

 

13. Guarde seu sabonete e lave roupas com esse embrulho fácil de fazer.

131

 

14. Uma touca de banho é a melhor forma de embalar os sapatos para colocar na mala.

142

 

15. Coloque seu smartphone no modo avião para economizar bateria.

modo_aviao

 

 

16. Evite os nós nos fones de ouvido enrolando-os em um prendedor do tipo “binder clip”.

16

 

17. Mantenha seus grampos de cabelo organizados dentro de uma caixinha vazia de Tic-Tac.

171

 

18. Ao fazer as malas, coloque cintos enrolados nas golas de camisas, para manter sua forma.

18

 

19. Sente-se nos assentos próximos das asas do avião para evitar turbulência.

Os assentos próximos das asas normalmente têm menor turbulência porque têm uma estrutura que dá maior suporte.

19

 

20. Ao invés de comprar de novo, guarde as embalagens pequenas e reponha os produtos.

201

 

21. Para usar o Google Maps offline, digite “OK Maps” e a área visível será salva para acessos futuros.

 

Screenshot_2014-12-15-16-48-02

 

 

22. Ao invés de comprar água no aeroporto, leve uma garrafa vazia e encha-a após passar pelo raio-x.

22

 

 

23. Quando reservar poltronas para duas pessoas no avião, escolha o corredor e a janela.

Se ninguém pegar o assento do meio, você fica com a fileira toda. Se alguém pegar, é só pedir para trocar de lugar para sentar perto da pessoa com quem você está viajando.

23

 

 

24. Se tiver que levar paletó, dobre-o do avesso, para mantê-lo limpo e sem amassar.

24

 

25. Espere para comprar suas passagens às 15h de terça-feira.

Normalmente, é nesse dia que as grandes companhias aéreas reduzem seus preços para competir com empresas menores. Se você quiser economizar, esse é o horário para comprar.

25

 

 

26. Evite vazamentos desagradáveis na sua mala.

Tire a tampa dos recipientes, embrulhe filme plástico em volta e tampe de volta. Isso vai prevenir qualquer líquido de sujar suas coisas (e estragar sua viagem!).

26

 

 

27. Consiga a senha do Wi-Fi de vários estabelecimentos acessando o aplicativo MandicMagic, que está disponível para Android e iOS.

mandic-magic-1

 

28. Use seu GPS quando estiver no exterior.

Se você está viajando sem um plano internacional de celular, ative o modo avião e desligue a rede para usar o GPS sem se conectar à internet. Faça o download da área que será visitada no Google Maps enquanto ainda estiver no hotel e você terá um mapa completo para usar durante o passeio.

28

 

29. Consiga um carregador de celular se você esquecer o seu em casa.

Esqueceu o carregador? Muitos hotéis têm uma caixa cheia de carregadores esquecidos por outros hóspedes.

 

29

 

30. Não perca tempo esperando sua bagagem chegar no aeroporto.

Mesmo que não seja, colocar uma etiqueta de “frágil” faz com que manejem suas malas com mais cuidado. Além disso, elas são colocadas no topo da pilha de bagagens, o que significa que a sua mala será uma das primeiras a ser colocada na esteira.

30

 

31. Ganhe tempo fazendo as malas.

Pendurar cabides organizadores pode ser muito útil na hora de arrumar suas malas, simplesmente colocando-os dentro da sua bagagem. Já vai estar tudo em ordem!

31

 

32. Consiga Wi-Fi de graça no aeroporto.

Quando estiver no aeroporto, coloque “?.jpg” no final de qualquer URL para conseguir contornar o Wi-Fi ridiculamente caro. Você também pode se sentar perto das salas VIP, já que às vezes o sinal pega fora.

32

 

33. Para ganhar pontos, viaje com uma régua com várias tomadas e seja o herói do aeroporto.

33

 

34. No seu ultimo dia em outro país, pegue todos os seus trocados e dê aos moradores de rua.

34

 

35. E o mais importante… Continue viajando!

 

Fonte: Catraca Livre

 

Extravio de bagagem: como evitar e o que fazer quando suas malas não chegam ao destino!

Estar longe de casa e descobrir que a sua mala e seus pertences simplesmente se perderam pelo caminho ou foram violados é um dos pesadelos mais temidos de qualquer viajante. Apresentamos orientações sobre como evitar esse problema e o que fazer se isso acontecer com você.

1

Cinco causas mais frequentes do extravio de bagagem:

  1. Conexões: numa troca de aeronaves você embarca no próximo voo e sua mala não – é disparada a ocorrência mais frequente. A chance aumenta se houver pouco tempo de conexão, pois as companhias aéreas fazem de tudo para não atrasar os voos, o que inclui deixar bagagens dos passageiros para trás, se preciso;
  2. Falha: da empresa aérea ou da terceirizada responsável, em alguma fase entre o check-in e a colocação da bagagem na esteira;
  3. Perda: A etiqueta se desprende e sua mala fica perdida e sem identificação;
  4. Furto: na área interna, externa ou na esteira do aeroporto;
  5. Engano: A mala vai para a esteira e outro passageiro pega, achando que é a dele.

Como evitar esses problemas:

  1. Evite fazer o check-in muito próximo ao horário do embarque – evite conexões com menos de uma hora (voos domésticos) e 2 horas e 30 minutos (voos internacionais). Também é bom evitar conexões entre diferentes companhias, especialmente aquelas que não fazem parte da mesma aliança ou que não possuem acordo de compartilhamento de voo;
  2. Retire todas as etiquetas de voos antigos: confira a pesagem e a etiquetagem de sua bagagem, que deve indicar o seu destino final; pergunte quais os procedimentos que deve seguir para retirá-la (no caso de conexões domésticas nos Estados Unidos, por exemplo, você deve retirá-la na cidade onde fará a imigração para redespachá-la ao destino final);
  3. Identifique sua mala: Coloque uma tag ou um cartão de visitas com nome, endereço, e-mail e telefone (acessível durante a viagem) legíveis do lado de fora e outro com as mesmas informações dentro da mala (caso a tag seja arrancada);
  4. Utilize sempre cadeados (se for para os EUA, utilize modelo aprovado pelo TSA para evitar danos) e fique atento na hora da entrega na esteira; não descuide da mala nas áreas comuns do aeroporto, praça de alimentação ou banheiros;
  5. Diferencie sua mala: coloque algum tipo de adesivo, tag, lenço ou identificador específico, para que você e os outros passageiros do voo tenham mais facilidade para identificá-la, especialmente se ela for preta ou muito comum.

2

Outras dicas importantes:

  1. Leve sempre uma muda de roupas limpas e itens de primeira necessidade (remédios, pasta de dente, agasalho etc.) na sua mala de mão;
  2. Nunca, sob qualquer hipótese, despache na mala celulares, eletrônicos portáteis, dinheiro e cartões de crédito, joias ou objetos de grande valor. A empresa aérea não se responsabiliza e você coloca seus objetos expostos a quadrilhas especializadas em furto de bagagens;
  3. Faça uma inspeção após retirá-la na esteira; guarde com cuidado o comprovante de despacho da bagagem até ter certeza que está tudo certo; tire uma foto da sua mala antes de despachá-la (de dentro e de fora). Isso pode ser determinante na identificação ou servir como prova no caso do extravio.
  4. Evite despachar malas muito caras de grifes sofisticadas. Além de chamar a atenção dos bandidos, a empresa área desconsidera o custo da mala numa eventual indenização;
  5. Declare e faça seguro de itens valiosos, se for o caso, no momento do check-in (demora e é um serviço cobrado, mas trará total segurança).

3

O que fazer? Quais os meus direitos?

Por mais precaução e cuidado que você tenha, isso pode acontecer. Siga os passos indicados e conheça os seus direitos:

  1. Qualquer problema terá que ser comunicado imediatamente e por escrito à companhia aérea, por meio do RIB – Relatório de Irregularidade de Bagagem, ainda no aeroporto. Após deixar o aeroporto há o limite de 7 dias após o desembarque, mas isso diminui as chances de conseguir uma indenização. Se não conseguir preencher o RIB, utilize o SAC via e-mail para documentar sua reclamação;
  2. Caso a empresa não possa entregar sua bagagem de imediato, você deve exigir alguma compensação financeira para comprar itens de primeira necessidade (o valor varia de acordo com a rota e com a empresa, mas algo em torno de US$ 150 em voos para o exterior ou R$ 380 no Brasil). Os recibos serão exigidos; se não conseguir e tiver algum gasto, guarde os comprovantes;
  3. Caso sua bagagem seja entregue com atraso superior a 72 horas de seu desembarque, você tem direito a uma compensação financeira maior. No entanto, as empresas têm até 30 dias (isso mesmo, inacreditável!!!) em voos domésticos e 21 dias em voos internacionais para localizar a bagagem antes de oficializar o extravio. Somente após esse prazo elas começam a falar em indenização. Em todos os casos, você tem direito a receber sua bagagem na cidade e no endereço de sua conveniência, caso ela seja encontrada.
  4. Quando a mala não é encontrada, as empresas aéreas vão calcular e oferecer uma proposta de indenização de acordo com o peso da mala registrado no check-in. A Convenção de Varsóvia, da qual o Brasil é signatário, estabelece o limite de US$ 20 por quilo de bagagem extraviada em voos internacionais (isso mesmo, muitas vezes não pagará o custo da sua mala). Em voos domésticos o limite é R$ 4.200,00, equivalente a 1.131 DES – Direito de Saque Especial / FMI (Fonte: ANAC). Nesse caso, reclame e tente comprovar os bens e seus valores que constavam na mala extraviada. Se não estiver satisfeito, recorra à justiça;
  5. Em caso de furto, além do RIB, faça um boletim de ocorrência na delegacia, mencionando a empresa área, o número do voo e todos os dados possível.

Fonte: Melhores Destinos